Resultados da Busca

7 bookmark(s) - Ordenar por: Data ↓ / Título / Voting /

  1. "No Brasil, está na moda um anti-intelectualismo que lembra a Inquisição. Seus representantes preferem Silas Malafaia a Immanuel Kant. Os ataques miram o próprio esclarecimento, escreve o colunista Philipp Lichterbeck."
    https://www.dw.com/pt-br/brasil-um-pa%C3%ADs-do-passado/a-46477566
    Tags: , by yzakius (2019-01-29) | Cache | PDF | PNG | Permalink
    Voting 0
  2. Somente no segundo governo Dilma Rousseff – ou seja, 59 anos após sua fundação -, o serviço secreto ficou livre do jugo militar. Isso se deu com o fim da subordinação da Abin – sigla do órgão desde 1999 – ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), nome pomposo do antigo Gabinete Militar. No ano passado, Dilma extinguiu o GSI e, ato contínuo, vinculou o serviço secreto à Secretaria de Governo da Presidência da República, um órgão civil. Parecia, enfim, que a Abin teria um desenho institucional mais condizente com um país democrático. Mas eis que Michel Temer assumiu o poder….

    Dentre os inúmeros retrocessos institucionais iniciados com a gestão Temer, está a volta da vinculação da Abin ao GSI, recriado das cinzas. Ou seja, uma das primeiras medidas do presidente interino, acusado por muitos de ser golpista, foi justamente (re)militarizar o serviço secreto. Voltamos ao padrão 1964.
    https://theintercept.com/2016/08/16/r...o-o-medo-do-terrorismo-nas-olimpiadas
    Tags: , , , by rhatto (2017-05-23) | Cache | Permalink
    Voting 0
  3. O secretário nacional de Segurança Pública, Luiz Fernando Correa, revelou em entrevista ao Jornal do Brasil que "agentes da Abin, da CIA e do FBI já" "monitoram", 24 horas por dia, um número não revelado de estrangeiros que desembarcaram ou desembarcarão no Rio. Correa disse que se trata de uma ""lista de cautela"", elaborada pelo "serviço de inteligência brasileiro" com a colaboração do "FBI", da "Interpol" da Europa e com informações repassadas pelos 42 países que participarão do Pan. Correa admitiu que neste momento há "pessoas" que estão "sendo monitoradas" pelos serviços de inteligência, mas não revelou nomes, muito menos o número delas.

    ... »

    Segundo Luiz Alberto Sallaberry, assessor de Planejamento do Comandante da Abin, os eventuais "manifestantes ligados a ONGs" que vierem do exterior serão também "monitorados 24 horas" por dia. Tanto a "Abin" como a "Senasp" alegam que as medidas preventivas são amparadas por uma legislação internacional que proíbe a realização de protestos sem autorização durante grandes eventos como a Copa do Mundo de Futebol ou Olimpíadas. A regra dispõe que se alguma manifestação for realizada sem aviso prévio, os integrantes da Força Nacional de Segurança, que já estão em ação no Rio de Janeiro, serão acionados para reprimir o protesto.

    ... »

    Há várias semanas funciona um "Centro de Inteligência dos Jogos" construído num bairro do Rio "próximo à Estação Rodoviária". O Centro, segundo o Jornal do Brasil, é composto por mais de "100 computadores equipados com programas" "de investigação desenvolvidos pela CIA" e que mesmo depois dos Jogos "servirá" como unidade de apoio "às forças de segurança" do Estado do Rio de Janeiro no "combate ao tráfico de drogas".

    ... »

    Até agora, já foram credenciadas mais de 60 mil pessoas. A checagem dos que pedem credenciamento é rigorosa, incluindo a verificação criminal em mais de "70 países parceiros da Abin". Estima-se que um total de 120 mil pessoas peçam ainda o credenciamento. Segundo Sallaberry, até quem tiver passado cheque sem fundo não conseguirá a autorização.

    Esquema de segurança desta natureza nunca houve no Rio de Janeiro", mesmo quando a cidade foi palco da Conferência sobre Clima Rio-92, que reuniu centenas de chefes de Estado de várias partes do mundo.
    http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2007/06/386998.shtml
    Voting 0
  4. "Só há uma maneira de responder a essa tentativa que nos remete ao passado, quando a mídia manipulava movimentos de protestos contra governos de esquerda de democráticos: ir para as ruas e ao mesmo tempo atender as demandas das ruas, aprofundando as reformas e as mudanças no país. Mudando radicalmente a política de transportes e de mobilidade, de ocupação do solo, fazendo uma reforma tributária para destinar mais recursos para a saúde e a educação, saneamento, transporte, lazer e cultura. Para inverter o caráter regressivo e injusto, social e regional de nosso sistema tributário, no qual quem ganha menos paga mais, um resquício do passado."
    http://www.zedirceu.com.br/index.php?...m_content&task=view&id=18540&Itemid=2
    Voting 0
  5. Subprefeitos ou superzeladores?

    Concebidas há dez anos para ajudar na elaboração de políticas de educação e saúde para os bairros, as subprefeituras tiveram suas funções reduzidas e hoje estão restritas à fiscalização de leis e a pequenas obras

    ELVIS PEREIRA E NATÁLIA ZONTA

    Há dez anos elas nasceram cheias de autonomia, com a função até de ajudar na elaboração de políticas públicas para os bairros em áreas como saúde e educação. Hoje, as 31 subprefeituras chegam ao fim da gestão Gilberto Kassab (PSD) com a tarefa de podar árvores, tapar buracos, conservar vias e fiscalizar o cumprimento de leis municipais. Foram concebidas para atuar como miniprefeituras. Mas viraram grandes zeladorias.

    Ao mesmo tempo em que perderam atribuições, as unidades administrativas criadas em 2002, na gestão de Marta Suplicy (PT), ganharam funcionários.

    Em 2005, havia cerca de 2.000, de acordo com a prefeitura. No ano passado, eles somavam 8.344. A estrutura inchou, assim como o salário de quem as comanda. Em dezembro, Kassab aprovou reajuste de 193% para os subprefeitos. O rendimento saltou de R$ 6.573 para R$ 19.294. O dos chefes de gabinete, de R$ 5.455 para R$ 17.364.

    A remuneração "turbinada", alegam os subprefeitos, é a recompensa por um trabalho "24 horas". "Chego a receber 70 mil e-mails por dia e busco responder todos. O subprefeito tem de estar disponível a toda hora", afirma Nevoral Alves Bucheroni, 62, que comanda a Sé. Bucheroni é oficial da reserva da Polícia Militar, assim como outros 29 subprefeitos. Além do salário, eles recebem uma aposentadoria por tempo de serviço na PM de, no mínimo, R$ 7.000.

    Até o término da gestão Kassab, em dezembro deste ano, todos os 31 subprefeitos serão policiais militares. O último administrador civil -Beto Mendezs (PSD), de M'Boi Mirim- deve deixar o cargo para concorrer à Prefeitura de Paranapanema, a 261 km da capital.

    "Temos uma certeza: teremos o 31º coronel", afirmou à sãopaulo Ronaldo Camargo, secretário de Coordenação das Subprefeituras.

    Diminuição de poderes
    Criadas para ter poder similar ao da prefeitura -só que em menor escala-, as subprefeituras carregam pouco do projeto original. Além do atendimento ao público, que segue acontecendo, inicialmente contavam com coordenadorias de educação, saúde e assistência social. Caberia a elas promover o Plano Diretor Regional desenvolvido para atender às necessidades de cada bairro.

    Mas, ao assumir o município em 2005, José Serra (PSDB) começou a centralizar as ações dessas áreas em suas respectivas secretarias, levando à diminuição do orçamento -e da autonomia- das unidades. Para o ex-prefeito, as coordenadorias não funcionavam. "Elas não desempenhavam seu papel. Dificultavam a execução de políticas para o conjunto da cidade. Havia vereadores e partidos que controlavam a educação ou a saúde em determinadas áreas", justifica.

    Ex-subprefeito da Sé e secretário das Subprefeituras nas gestões Serra e Kassab, Andrea Matarazzo (PSDB) pegou a fase em que as unidades tinham mais responsabilidades. "Havia a secretaria de assistência social e também uma assistente social dentro de cada subprefeitura. Era importante porque os problemas acontecem no local."

    Neste ano, Kassab esvaziou ainda mais a função das subprefeituras. A limpeza das bocas-de-lobo passou a ser feita por empresas do novo sistema de varrição, que respondem à secretaria das Subprefeituras. Antes, pavimentação e recapeamento já haviam tomado o mesmo caminho.

    "Que tenha a zeladoria, a fiscalização, mas também a integração dos órgãos de saúde, habitação, assistência social", critica o vereador Antonio Donato (PT), ex-secretário das Subprefeituras de Marta Suplicy. "Os subprefeitos hoje têm pouca autonomia."

    Em 2004 e 2005, a verba destinada às 31 subprefeituras atingiu, em cada ano, R$ 2,9 bilhões, ou 20% do Orçamento municipal. No ano seguinte, no primeiro Orçamento sob Serra, caiu para R$ 691 mil. A partir daí, o valor aumentou, mas jamais superou a casa do R$ 1 bilhão.

    "A verba era dividida entre as 31 subprefeituras, o que não é correto do nosso ponto de vista", afirma o secretário Ronaldo Camargo, que está no governo municipal desde 2005. "A verba tem de ficar nas secretarias. A função do subprefeito não é comprar seringa, controlar vaga em escola, construir hospital e posto de saúde."

    Ao contrário das subprefeituras, a pasta comandada por Camargo ganhou força. O orçamento da secretaria saiu de R$ 100 mil, em 2004, para R$ 792 mil neste ano. Motivo: a pasta passou a gerenciar obras menores e serviços, como o recapeamento e a pavimentação de vias, e o programa de reforma de calçadas.

    Para especialistas, em tese, o modelo de gestão pulverizado é o ideal para uma cidade do tamanho de São Paulo. "Para fazer esse tipo de administração, no entanto, é preciso uma estratégia conjunta. É necessário capacitar quem está à frente da subprefeitura e criar critérios de avaliação e controle", explica Nelson Marconi, professor de economia da FGV (Fundação Getúlio Vargas).

    "O que estava sendo descentralizado foi recentralizado", diz Maurício Broinizi, da ONG Rede Nossa São Paulo. "As subprefeituras voltaram a ter as funções que antes tinham como administradoras regionais, que cuidam da zeladoria. Não estão mais envolvidas nos aspectos mais importantes da gestão pública."

    Interlocutores
    Mesmo com as funções reduzidas, as subprefeituras têm alto custo de manutenção. Em média, cada uma consome 47% de seu orçamento com a administração, incluindo a folha de pagamento.

    "A estrutura poderia ser mais bem aproveitada se ela fizesse parte efetivamente da gestão, do planejamento e da execução. Mas, como está relegada a serviços, acaba tendo um orçamento pequeno e a proporção da estrutura e do pessoal fica grande em relação ao orçamento de cada subprefeitura", afirma Broinizi, da Nossa São Paulo.

    Mesmo com poderes limitados, os subprefeitos ainda são os melhores interlocutores do prefeito nos bairros. Em cada subprefeitura há uma praça de atendimento, onde é possível fazer reclamações e pedidos.

    "Temos uma reunião mensal com o subprefeito da nossa região, mas sabemos que é mais fácil por sermos organizados", afirma Francisco de Jesus Silva, 58, presidente da Associação Comunitária Rosa Luxemburgo, na região de M'Boi Mirim.

    Terceira maior em população, a subprefeitura de M'Boi Mirim, na zona sul, fez 54 mil atendimentos ao público em 2011. "A gente se reúne para ouvir o que, para muitos, pode parecer um problema pequeno", diz Beto Mendezs, que cuida da região.

    Os subprefeitos contam que as unidades funcionam com dois setores. "Há uma área que licencia estabelecimentos comerciais e fiscaliza as leis municipais. O outro módulo atua na zeladoria", afirma Sérgio Teixeira Alves, subprefeito de Pinheiros. Em ambos, há funcionários para atender o público, técnicos, engenheiros, arquitetos e empregados que atuam na rua, como na poda de árvores.

    Diariamente, cada subprefeito é obrigado a percorrer de 1 a 5 km para vistoriar serviços ou fiscalizar a Lei Cidade Limpa, por exemplo. O resultado semanal pode ser conferido no site prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras.

    Quando tragédias ocorrem, os subprefeitos também precisam estar na linha de frente. "Na virada do ano, quando aconteceu o incêndio na favela do Moinho, tive de ajudar a dar suporte à população. Agora, nas interdições da cracolândia, sou eu quem assina os laudos que atestam a falta de segurança dos prédios", explica Bucheroni, da Sé.

    O trabalho das subprefeituras, segundo a secretaria que as gerencia, é observado de perto. Há um departamento que avalia os investimentos de cada uma. O orçamento é decidido com o secretário da pasta.

    Coronéis
    À frente das subprefeituras hoje estão 30 PMs da reserva. Antes, ex-prefeitos do interior, vereadores e políticos derrotados ocupavam os cargos. Um fato, no entanto, é padrão: raramente o gestor tem intimidade com a região que administra.

    "Não é esse o espírito que deve nortear as indicações e, sim, a proximidade dele com a região, a identificação com os problemas locais e a qualificação como gestor", afirma o professor Ricardo Gaspar, do departamento de economia da PUC-SP. "Coronéis não são especialistas em gestão. Talvez o prefeito quisesse reforçar a fiscalização ou achasse que as subprefeituras fossem 'caso de polícia'", completa Marconi, da FGV.

    O primeiro PM foi nomeado após a descoberta de um esquema de cobrança de propina na Mooca, em 2008. Onze pessoas foram presas, sendo cinco funcionários da subprefeitura. O titular foi exonerado e, em seu lugar, entrou o coronel da reserva Rubens Casado, hoje assessor da secretaria.

    A aposta nos coronéis surgiu em conversa entre Ronaldo Camargo e Gilberto Kassab. "Percebemos que o coronel se aposenta no ápice da carreira de um gestor", diz o secretário.

    A ida para a reserva se dá após 30 anos de serviço, o que para alguns ocorre antes dos 50 anos de idade. As nomeações de PMs geram desconfiança da oposição. Para o vereador Antonio Donato (PT), pode haver segundas intenções. "Cria-se uma relação com a corporação que não é monstruosa, mas para quem tem ambições estaduais...", especula. Nos bastidores, há quem diga que a aproximação de Kassab com a PM, subordinada ao governo paulista, passa por 2014, quando o prefeito deve tentar se eleger governador. Para Camargo, os coronéis estão lá apenas para executar as funções, sem pensar em votos. "Quem tem de fazer política é o chefe do executivo. Nenhum desses subprefeitos se candidatará até 31 de dezembro", promete.

    Quatro dos subprefeitos são filiados ao PSD, partido criado por Kassab. "Estou filiado por trabalhar na equipe do prefeito", diz Paulo Regis, de Cidade Tiradentes, na zona leste. "As ações de governo são de prestígio à PM. Isso é inegável. A admiração que a PM tem hoje pelo prefeito é fora do comum porque ele gosta da polícia."

    Embora afirmem que a patente não afeta o dia a dia no gabinete, associações de moradores sentem reflexos das nomeações. "Parece que querem que a gente fique com medo, que não cobre mudanças", diz Manuel Messias da Costa, 44, da Associação de Moradores da Zona Norte e Adjacências.

    Para Derrek Marcus, 75, da Associação de Moradores do Brooklyn Velho, região atendida pela subprefeitura de Santo Amaro, os militares trouxeram mais organização. "O atendimento melhorou, eles têm uma certa disciplina. Mas, mesmo assim, ainda é difícil atenderem a todas as demandas."

    por dentro das subprefeituras

    Estrutura, área, funcionários e endereço

    REGIÃO NORTE

    CASA VERDE

    Subprefeito: Airton Nobre de Mello, 64
    Quem é: foi diretor de operações da Defesa Civil e chefe de gabinete da mesma subprefeitura
    Bairros: Cachoeirinha, Casa Verde e Limão
    População: 309.376
    Área: 26,99 km²
    Funcionários*: 180
    Onde: av. Ordem e Progresso, 1.001, tel. 2813-3250 Orçamento**: R$ 25.326.328

    FREGUESIA DO Ó

    Subprefeito: Valdir Suzano, 65
    Quem é: ex-comandante do Policiamento Metropolitano e ex-chefe de gabinete de Itaim Paulista
    Bairros: Freguesia do Ó e Brasilândia
    População: 407.245
    Área: 32,24 km²
    Funcionários*: 288 Onde: av. João Marcelino Branco, 95, tel. 3981-5000 Orçamento**: R$ 34.285.800

    JAÇANÃ

    Subprefeito: Izaul Segalla Júnior, 52
    Quem é: ex-comandante dos bombeiros no interior e ex-subprefeito da Freguesia do Ó e de Perus
    Bairros: Jaçanã e Tremembé
    População: 291.867
    Área: 64,9 km²
    Funcionários*: 262
    Onde: av. Luís Stamatis, 300, tel. 3397-1000 Orçamento**:R$ 28.896.422

    PERUS

    Subprefeito:Eliseu Leite Morais, 55
    Quem é: foi diretor de ensino da PM e chefe de gabinete de Jabaquara
    Bairros: Anhanguera e Perus
    População: 146.046
    Área: 56,88 km²
    Funcionários*: 235
    Onde: r. Ylídio Figueiredo, 349, tel. 3396-8600
    Orçamento**: R$ 28.118.907

    PIRITUBA

    Subprefeito: Márcio de Campos Verde, 49
    Quem é: foi chefe de gabinete da assessoria da PM
    Bairros: Jaraguá, Pirituba e São Domingos
    População: 437.592
    Área: 55,05 km²
    Funcionários*: 333
    Onde: r. Luís Carneiro, 193, tel. 3993-6844
    Orçamento**: R$ 34.757.566

    SANTANA

    Subprefeito: José Francisco Giannoni, 63
    Quem é: ex-comandante do Policiamento de Trânsito da capital
    Bairros: Mandaqui, Santana e Tucuruvi
    População: 324.815
    Área: 35,81 km²
    Funcionários*: 300
    Onde: av. Tucuruvi, 808, tel. 2987-3844
    Orçamento**: R$ 32.821.509

    VILA MARIA

    Subprefeito: José Luiz Sanches Verardino, 52
    Quem é: graduado em direito, foi chefe de gabinete da mesma subprefeitura
    Bairros: Vila Medeiros, Vila Maria e Vila Guilherme
    População: 297.713
    Área: 26,87 km²
    Funcionários*: 252 Onde: r. General Mendes,111, tel. 2967-8100
    Orçamento**: R$ 31.007.608

    REGIÃO OESTE

    BUTANTÃ

    Subprefeito: Daniel Barbosa Rodrigueiro, 58
    Quem é: ex-chefe de gabinete da subprefeitura de Santana
    Bairros: Butantã, Morumbi, Raposo Tavares, Rio Pequeno e Vila Sônia
    População: 428.217
    Área: 56,32 km²
    Funcionários*: 282
    Onde: r. Dr. Ulpiano da Costa Manso, 201, tel. 3397-4600
    Orçamento**:R$ 41.182.795

    LAPA

    Subprefeito: Ademir Aparecido Ramos, 58
    Quem é: ex-coordenador operacional do Comando Geral da PM
    Bairros: Barra Funda, Jaguara, Jaguaré, Lapa, Perdizes e Vila Leopoldina
    População: 305.526
    Área: 40,57 km²
    Funcionários*: 287
    Onde: r. Guaicurus, 1.000, tel. 3396-7500
    Orçamento**:R$ 31.722.430

    PINHEIROS

    Subprefeito: Sérgio Teixeira Alves, 53
    Quem é: foi comandante da PM na região do Vale do Paraíba
    Bairros: Alto de Pinheiros, Itaim Bibi, Jardim Paulista e Pinheiros
    População:
    289.743 Área: 32,06 km²
    Funcionários*: 261
    Onde: av. das Nações Unidas, 7.123, tel. 3095-9595
    Orçamento**:R$ 35.281.203

    REGIÃO LESTE

    ARICANDUVA

    Subprefeito: Jorge Augusto Leme, 50
    Quem é: ex-chefe da assessoria militar da prefeitura
    Bairros: Aricanduva, Carrão e Vila Formosa
    População: 267.702
    Área: 22,18 km²
    Funcionários*: 250
    Onde: r. Atucuri, 699, Vila Carrão, tel. 3396-0800
    Orçamento**:R$ 43.375.868

    CIDADE TIRADENTES

    Subprefeito: Paulo Regis Salgado, 60
    Quem é: ex-chefe de gabinete de Guaianases. Filiado ao PSD
    Bairros: Cidade Tiradentes
    População: 211.501
    Área: 15,12 km²
    Funcionários*: 190
    Onde: estr. Iguatemi, 2.751, tel. 3396-0000
    Orçamento**:R$ 24.564.611

    ERMELINO MATARAZZO

    Subprefeito: Antonio Sergio Palazzi, 61
    Quem é: foi assessor do Detran e do Serviço Funerário
    Bairros: Ermelino Matarazzo e Ponte Rasa
    População: 207.509
    Área: 15,5 km²
    Funcionários*: 224
    Onde: av. São Miguel, 5.550, tel. 2048-6585
    Orçamento**:R$ 29.194.081

    GUAIANASES

    Subprefeito: Saint Clair da Rocha, 54
    Quem é: ex-chefe de gabinete da mesma subprefeitura
    Bairros: Guaianases e Lajeado
    População: 268.508
    Área: 17,55 km²
    Funcionários*: 374
    Onde: estr. Itaquera-Guaianases, 2.565, tel. 2557-7099
    Orçamento**:R$ 37.447.153

    ITAIM PAULISTA

    Subprefeito: João dos Santos de Souza, 57
    Quem é: ex-comandante Metropolitano do Corpo de Bombeiros
    Bairros: Itaim Paulista e Vila Curuçá
    População: 373.127
    Área: 21,72 km²
    Funcionários*: 324
    Onde: av. Marechal Tito, 3.012, tel. 2561-6064
    Orçamento**:R$ 34.894.594

    ITAQUERA

    Subprefeito:Paulo Cesar Máximo, 59
    Quem é: ex-coordenador da Defesa Civil do Vale do Paraíba e ex-corregedor-geral da PM
    Bairros: Cidade Líder, Itaquera, José Bonifácio e Parque do Carmo
    População: 523.848
    Área: 55,32 km²
    Funcionários*: 375
    Onde: r. Augusto Carlos Bauman, 851, tel. 2944-8626
    Orçamento**:R$ 46.542.136

    MOOCA

    Subprefeito: Sérgio Carlos Filho, 58
    Quem é: Trabalhou em unidades do Choque e do Trânsito da PM
    Bairros: Água Rasa, Belém, Brás, Mooca, Pari e Tatuapé
    População: 343.980
    Área: 35,92 km²
    Funcionários*: 305
    Onde: r. Taquari, 549, tel. 2292-2122
    Orçamento**:R$ 43.537.974

    PENHA

    Subprefeito: Eduardo José Felix, 52
    Quem é: comandou o batalhão de Policiamento de Choque
    Bairros: Artur Alvim, Cangaíba, Penha e Vila Matilde
    População: 474.659
    Área: 43,41 km²
    Funcionários*: 357
    Onde: r. Candapuí, 492, tel. 3397-5100
    Orçamento**:R$ 51.869.771

    SÃO MATEUS

    Subprefeito: José Guerra Júnior, 56
    Quem é: cursou administração e já foi subprefeito de Ermelino Matarazzo
    Bairros: Iguatemi, São Rafael e São Mateus
    População: 426.794
    Área: 45,5 km²
    Funcionários*: 275
    Onde: av. Ragueb Chohfi, 1.400, tel. 3397-1100
    Orçamento**:R$ 55.820.082

    SÃO MIGUEL

    Subprefeito:Luiz Massao Quita, 53
    Quem é: ex-secretário da Casa Militar e ex-coordenador da Defesa Civil do Estado
    Bairros: São Miguel, Jardim Helena e Vila Jacuí
    População: 369.496
    Área: 24,64 km²
    Funcionários*: 434
    Onde: r. Dona Ana Flora Pinheiro de Sousa, 76, tel. 2297-9200
    Orçamento**:R$ 46.123.766

    VILA PRUDENTE

    Subprefeito: Roberto Alves dos Santos, 50
    Quem é: comandou o batalhão de Ipiranga, Sacomã e Vila das Mercês
    Bairros: São Lucas, Sapopemba e Vila Prudente
    População: 531.113
    Área: 32,65 km²
    Funcionários*: 242
    Onde: av. do Oratório, 172, tel. 3397-0800
    Orçamento**:R$ 42.104.043

    REGIÃO SUL

    M'BOI MIRIM
    Subprefeito: Beto Mendezs, 44
    Quem é: ex-prefeito pelo PSDB de Paranapanema (SP), hoje é filiado ao PSD
    Bairros: Jardim Ângela e Jardim São Luiz
    População: 563.305
    Área: 62,74 km²
    Funcionários*: 177
    Onde: av. Guarapiranga, 1.265, tel. 3396-8400
    Orçamento**:R$ 36.347.380

    IPIRANGA

    Subprefeito: Vitória Brasília Lima, 64
    Quem é: ex-chefe de gabinete das subprefeituras de Campo Limpo e Vila Mariana
    Bairros: Cursino, Ipiranga e Sacomã
    População: 463.804
    Área: 37,65 km²
    Funcionários*: 235
    Onde: r. Lino Coutinho, 444, tel. 2808-3600
    Orçamento**:R$ 38.396.033

    JABAQUARA

    Subprefeito: Roberto Ney Marciano, 58
    Quem é: doutor em ciências policiais e segurança pública. É filiado ao PSD
    Bairros: Jabaquara
    População: 223.780
    Área: 14,06 km²
    Funcionários*: 183
    Onde: av. Engenheiro Armando de Arruda Pereira, 2.314, tel. 3397-3200
    Orçamento**:R$ 29.985.771

    PARELHEIROS

    Subprefeito: Noel Miranda (não diz a idade)
    Quem é: ex-chefe de gabinete da mesma subprefeitura
    Bairros: Marsilac e Parelheiros
    População: 139.441
    Área: 360,6 km²
    Funcionários*: 150
    Onde: av. Sadamu Inoue, 5.252, tel. 5926-6500
    Orçamento**:R$ 19.993.112

    SANTO AMARO

    Subprefeito: Roberto Costa, 53
    Quem é: foi chefe de gabinete de Sto. Amaro, Vl. Mariana e Jabaquara, onde foi subprefeito
    Bairros: Campo Belo, Campo Grande e Santo Amaro
    População: 238.025
    Área: 37,8 km²
    Funcionários*: 298
    Onde: pça. Floriano Peixoto, 54, tel. 3396-6100
    Orçamento**: R$ 31.083.289

    VILA MARIANA

    Subprefeito: Manoel Antonio Araújo, 53
    Quem é: foi chefe de gabinete de Santo Amaro, onde também foi subprefeito
    Bairros: Moema, Saúde e Vila Mariana
    População: 344.632
    Área: 26,87 km²
    Funcionários*: 206
    Onde: r. José de Magalhães, 500, tel. 3397-4100
    Orçamento**:R$ 33.547.466

    CAMPO LIMPO

    Subprefeito: Trajano Conrado Carneiro, 65
    Quem é: ex-árbitro de futebol. Foi chefe de gabinete da mesma subprefeitura
    Bairros: Campo Limpo, Capão Redondo e Vila Andrade
    População: 607.105
    Área: 36,67 km²
    Funcionários*: 299
    Onde: r. Nossa Senhora do Bom Conselho, 59, tel. 3397-0500
    Orçamento**:R$ 42.904.840

    CAPELA DO SOCORRO

    Subprefeito: Marco Antonio Augusto, 52
    Quem é: tem pós-graduação em direito público
    Bairros: Cidade Dutra, Grajaú e Socorro
    População: 594.930
    Área: 132,23 km²
    Funcionários*: 220
    Onde: r. Cassiano dos Santos, 499, tel. 3397-2700
    Orçamento**:R$ 37.866.725

    CIDADE ADEMAR

    Subprefeito: Carlos Roberto Albertin, 50
    Quem é: foi subprefeito de Aricanduva
    Bairros: Cidade Ademar e Pedreira
    População: 410.998
    Área: 30,6 km²
    Funcionários*: 132
    Onde: av. Yervant Kissajikian, 416, tel. 5670-7000
    Orçamento**:R$ 24.810.149

    CENTRO



    Subprefeito: Neroval Alves Bucheroni, 62
    Quem é: ex-chefe da assessoria militar da Assembleia. Filiado ao PSD
    Bairros: Bela Vista, Bom Retiro, Cambuci, Consolação, Liberdade, República, Santa Cecília e Sé
    População: 431.106
    Área: 26,56 km²
    Funcionários*: 414
    Onde: r. Álvares Penteado, 49, tel. 3397-1200
    Orçamento**:R$ 50.525.442

    antes e depois

    O que estava previsto na lei e o que aconteceu nos últimos dez anos

    1. AUTONOMIA

    EM 2002
    A administração municipal na região da subprefeitura fica a cargo do subprefeito
    EM 2012 Cabe aos subprefeitos a gestão das ações de fiscalização e dos serviços de zeladoria, além de pequenas obras

    2. FUNÇÃO

    EM 2002
    As subprefeituras devem implementar políticas públicas a partir da vocação de cada região
    EM 2012
    Basicamente, são responsáveis pela zeladoria e seguem as diretrizes da prefeitura

    3. PLANEJAMENTO

    EM 2002
    A subprefeitura deve coordenar o Plano Regional e o Plano de Bairro, Distrital ou equivalente, de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo Plano Estratégico da Cidade
    EM 2012
    Os planos regionais deixaram de ser seguidos

    4. SUBDIVISÕES

    EM 2002
    Cada unidade abriga coordenadorias de Ação Social e Desenvolvimento, de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, de Projetos e Obras Novas, de Educação e de Saúde, que executam a política da prefeitura e propõem projetos

    EM 2012
    As coordenadorias de Educação e de Saúde foram extintas. As de Planejamento e Desenvolvimento Urbano e de Projetos e Obras atuam na fiscalização, em ações de zeladoria e obras de pequeno porte

    5. REPRESENTAÇÃO POPULAR

    EM 2002
    Conselhos de representantes de populares, eleitos pelos moradores, participam da gestão em cada subprefeitura

    EM 2012
    Não existe. Hoje, alguns subprefeitos recorrem às reuniões do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) para saber as reivindicações da população

    TOTAL DE FUNCIONÁRIOS
    Em 2005, eles eram 2.000. Em 2011, somavam 8.344

    SALÁRIOS DOS SUBPREFEITOS
    Em 2011, subiu de R$ 6.573 para R$ 19.294

    ORÇAMENTO
    Em 2004, era de R$ 2,99 bilhões. Em 2012, R$ 1,12 bilhão

    "Acho que o prefeito escolheu os coronéis porque é uma mão de obra disposta e sem custo muito elevado"
    SÉRGIO TEIXEIRA ALVES, SUBPREFEITO DE PINHEIROS, NA ZONA OESTE

    "Dou total liberdade para as pessoas falarem, mas só quero que me ouçam também"
    PAULO REGIS, SUBPREFEITO DE CIDADE TIRADENTES, NA ZONA LESTE

    "A minha função é ouvir e canalizar os pedidos às secretarias"
    BETO MENDEZS, SUBPREFEITO DE M'BOI MIRIM, NA ZONA SUL

    "Não tenho vinculação partidária, não gosto de política e não pretendo ser político"
    TRAJANO CONRADO, subprefeito de Campo Limpo, na zona sul

    "Chego a receber 70 mil e-mails por dia e busco responder todos. O subprefeito tem de estar disponível a toda hora"
    NEVORAL ALVES BUCHERONI, subprefeito da Sé, no centro

    Confira vídeo da TV Folha em www.folha.com/no1039823

    Fontes: Secretaria de Modernização, Gestão e Desburocratização, Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, Diário Oficial da Cidade de São Paulo e Censo 2010, do IBGE
    http://www1.folha.uol.com.br/revista/saopaulo/sp2901201212.htm
    Voting 0
  6. 'De acordo com o relatório da PF, Marcos Valério tinha consciência de que agências de publicidade e propaganda representavam um mecanismo eficaz para desviar dinheiro público, por conta do caráter subjetivo dos serviços demandados. Mas havia um detalhe mais importante, como percebeu Zampronha. Com as agências, Valério passou a lidar com a compra de espaços publicitários em diversos veículos de comunicação. “Esta relação econômica estreitava o vínculo do empresário com tais veículos e poderia facilitar o direcionamento de coberturas jornalísticas”.

    As Organizações Globo, proprietária da revista Época, sonegou a seus leitores, por exemplo, ter sido a maior beneficiária de uma das principais empresas do valerioduto. À página 68 do relatório, e em outras tantas, a TV Globo é citada explicitamente. Escreve o delegado: “A nota emitida pela empresa de comunicação destaca-se por sua natureza fiscal de adiantamento, “publicidade futura”, isto é, a nota por si só não traz qualquer prestação de serviço, como também não há elementos que vincule os valores adiantados ao fundo de incentivo Visanet”. Zampronha se referia a contratos firmados em 2003 no valor de 720 mil reais e 2,88 milhões de reais. Entre 2004 e 2005, a TV Globo receberia outros pagamentos da DNA, no valor total de 1,2 milhão de reais, lançados na planilha de controle do Fundo Visanet.'
    ... »
    '“Na Telemig, segundo informações prestadas à CPI do Mensalão, a maioria dos recursos eram repassados às Organizações Globo. Por isso, a apuração desses fatos fica fácil de ser feita pela Época.”'
    http://www.cartacapital.com.br/politica/a-verdade-sobre-o-relatorio-da-pf
    Voting 0
  7. Fugitivos da guerra, palestinos de origem iraquiana refugiaram-se no precário campo de Al Rweished, na fronteira entre a Jordânia e o Iraque. 107 deles foram aceitos no Brasil. O filme acompanha as últimas 48 horas desses futuros imigrantes ao país, mostrando que, apesar do quase total despojamento de sua moradia nesse deserto onde nada parece crescer, suas despedidas serão tristes. Deixarão para trás parentes, amigos, gatos e um passado cheio de lembranças. Nove meses depois, acompanha-se cinco deles em diversos pontos do Brasil, mostrando seus problemas de adaptação, seus temores em relação a rever a própria família e o país e as incertezas e esperanças de seu novo futuro.
    http://www.itsalltrue.com.br/2009/busca/detalhes.asp?id=9701&lng=
    Voting 0

Top of the page

First / Anterior / Próximo / Last / Página 1 de 1

Sobre - Propulsed by SemanticScuttle