Resultados da Busca

257 bookmark(s) - Ordenar por: Data ↓ / Título / Voting /

  1. -
    http://www.defesanet.com.br/ghbr/noti...E2%80%93-Regras-legais-de-engajamento
    Voting 0
  2. -
    https://www.revistaforum.com.br/guerra-drogas-ou-faxina-etnica
    Voting 0
  3. -
    https://www.palestinechronicle.com/on...ed-to-justify-striking-civilian-areas
    Voting 0
  4. -
    https://www1.folha.uol.com.br/tec/201...-e-o-que-fazer-para-se-proteger.shtml
    Voting 0
  5. -
    https://www.shotspotter.com
    Voting 0
  6. -
    https://fogocruzado.org.br
    Voting 0
  7. -
    https://g1.globo.com/sp/piracicaba-re...do-panico-em-escolas-municipais.ghtml
    Voting 0
  8. -
    https://theintercept.com/2019/03/31/estudo-drogas-censura
    Voting 0
  9. "A ideia geral é que você não consegue manter um governo funcional, uma sociedade ou uma civilização funcionais, se você não tiver informação boa o suficiente. Você pode pensar na ideia como se, à medida que a qualidade das informações num geral diminui, a inteligência de todos os membros da sociedade e de todas as diferentes organizações que a tornam funcional, no geral, diminui, e, se você vai muito fundo nisso, sua sociedade basicamente desmorona. Esse é o conceito geral, e a ideia é evitar isso.

    ... »

    a ideia do Infocalipse é de uma fronteira. A civilização e a democracia dependem de pessoas tomando decisões “boas o suficiente” – desde em quem votar e como se manter saudável até quando deve haver a necessidade de uma guerra. Essas decisões dependem do nosso conhecimento do mundo e da nossa habilidade de distinguir fato de ficção. À medida que nosso ecossistema de informação se deteriora, essas decisões também se deterioram, como se todo mundo estivesse embriagado. Dá para pensar no Infocalipse como estar tão bêbado que nem a democracia nem a civilização conseguem funcionar."
    https://apublica.org/2018/10/deep-fak...o-arma-para-eleicoes-diz-especialista
    Voting 0
  10. Em maio de 2014, a CIDH condenou o Estado chileno. A corte invocou os parâmetros definidos pelo relator especial sobre a Promoção e Proteção dos Direitos Humanos e as Liberdades Fundamentais na Luta contra o Terrorismo, Martín Scheinin, autor das “Dez esferas de melhores práticas na luta contra o terrorismo”. Scheinin vincula o ato terrorista necessariamente à “manutenção intencional de reféns” ou à intenção de “causar morte ou lesões corporais graves a uma ou mais pessoas ou parcelas da população” e o uso da violência contra pessoas para gerar “efeito moral” em parcelas da população. O ato terrorista, nessa definição, destina-se a “provocar um estado de terror na população ou em partes dela” feito com a intenção de “obrigar o governo ou alguma organização internacional a fazer algo ou deixar de fazê-lo”.

    A corte entendeu que os protestos dos mapuches não eram passíveis de ser enquadrados como terroristas pois não atentaram contra a integridade física de ninguém, um parâmetro essencial da definição de Scheinin. “Em nenhum dos fatos pelos quais os líderes mapuches » foram julgados relativos a incêndio de prédio florestal, ameaça de incêndio e queima de um caminhão de uma empresa privada » resultou afetada a integridade física ou a vida de nenhuma pessoa”, diz a decisão da corte. A CIDH determinou ao Estado chileno que as sentenças proferidas fossem anuladas e as lideranças mapuches, indenizadas. Determinou também que o Chile revisasse sua legislação antiterrorista
    https://apublica.org/2018/12/na-mira-...ao-motor-da-reforma-agraria-no-brasil
    Voting 0

Top of the page

First / Anterior / Próximo / Last / Página 1 de 26

Sobre - Propulsed by SemanticScuttle