Todos os Bookmarks

  1. Polícia detém 12 estudantes e cão em desocupação na USP

    Ação contou com 150 policiais, que usaram até helicópteros; detidos só foram soltos depois de pagarem fiança de R$ 207,33 cada um
    AFONSO BENITES
    DE SÃO PAULO
    RAPHAEL SASSAKI
    COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

    Eram 6h de ontem, domingo de Carnaval, quando 150 policiais militares entraram no campus da Universidade de São Paulo, na zona oeste da capital, e desocuparam um prédio invadido por estudantes desde março de 2010.

    Todo esse efetivo -que envolvia um helicóptero, homens da Cavalaria e da Tropa de Choque-, foi usado para deter 12 pessoas (seis homens, cinco mulheres e uma adolescente de 16 anos), além do mascote do grupo, o cachorro vira-latas Bobo.

    O prédio desocupado, onde viviam 47 pessoas, era parte administrativa do Conjunto Residencial da USP.

    Moradores de outros blocos que tentaram protestar contra a ação foram impedidos de saírem de seus prédios pela polícia. Alguns atiraram lixo nos policiais, que revidaram com balas de borracha. Não houve registro de feridos.

    Após a operação, a polícia lacrou o imóvel desocupado.

    A desocupação foi motivada por uma decisão judicial do mês passado que determinava que a ação fosse feita em dez dias. No entanto, a PM só agiu ontem, dia em que havia poucos moradores por causa do feriado de Carnaval.

    Grávida de seis meses, a estudante Ana Paula de Oliveira, 21, disse que foi agredida pelos PMs ao questionar onde estava o mandado de reintegração de posse. Assim como ela, outras três mulheres apresentavam escoriações pelos braços e pelo corpo.

    Os 12 estudantes detidos na manhã de ontem foram soltos às 17h, após pagarem fiança de R$ 207,33, cada um. O valor foi pago por integrantes de movimentos estudantis. O cachorro Bobo, que passou algumas horas numa cela do 14º DP (Pinheiros) com os alunos, também foi solto, sem pagar fiança.

    Os detidos responderão a processos por desobediência à ordem judicial e por depredação de patrimônio público.

    A USP não se pronunciou sobre a desocupação do prédio. A PM afirmou que só reagiu aos manifestantes.
    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/coti...tes-e-cao-em-desocupacao-na-usp.shtml
    Voting 0

Top of the page

Sobre - Propulsed by SemanticScuttle